0800 707 5900 35 3729 9929 comercial@soitic.com

Como proteger a privacidade do paciente em laboratórios

24/08/2021
Como proteger a privacidade do paciente em laboratórios

Veja como os laboratórios podem melhorar o desempenho em relação à proteção dos dados do paciente


Proteger a privacidade das informações dos pacientes, assim como a segurança de registros médicos, dados, exames, é - ou pelo menos deveria ser - uma das prioridades do setor da saúde atualmente. E isso deve ocorrer não apenas para uma melhor experiência e segurança dos pacientes, mas também pela existência de regulamentos como a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que exige proteção das informações pessoais de clientes, estando a organização sujeita a pesadas multas pela não conformidade.

Neste cenário, os laboratórios e outras instituições da área da saúde devem garantir a proteção das informações médicas de seus pacientes durante todo o processo do atendimento, período de armazenamento e até mesmo no momento de descarte dessas informações. 


Lei Geral de Proteção de Dados 

Desde agosto de 2020, está em vigor a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), Lei nº 13.709/18, que dispõe sobre a proteção de dados pessoais. A LGPD regula o uso de informações pessoais por parte das empresas, que até então podiam armazenar ou até mesmo vender esses dados.

Na área de saúde, especificamente em laboratórios, onde os dados são considerados sensíveis, ou seja, contêm informações que podem gerar algum tipo de discriminação ao proprietário delas, a preocupação em estar de acordo com a legislação é bem maior.

Além da implementação da LGPD, os laboratórios podem executar outras soluções para proteger a privacidade do paciente:


Treinamento dos funcionários

Todos os funcionários devem compreender seus papéis na proteção da privacidade do paciente em laboratórios. É essencial um treinamento para todos os colaboradores sobre segurança de dados, políticas e procedimentos de segurança, para que todos saibam da importância e como se comportar diante dessa questão. Dessa maneira, o laboratório fica menos suscetível a falhas humanas nesse quesito. 


Comunicação com os pacientes 

Antigamente, os pacientes desempenhavam um papel passivo nos procedimentos laboratoriais, sem muitas informações ou compreensão sobre o que estava acontecendo. O mesmo acontecia em relação à proteção de sua privacidade.

Hoje, no entanto, é de conhecimento geral que pacientes instruídos podem ajudar a reduzir falhas de segurança. 


Adotar um software seguro para gestão laboratorial 

Pacientes, funcionários e administradores de laboratórios podem eliminar a maioria dos erros com o auxílio de um software para gestão laboratorial. É fundamental investir em uma ferramenta que automatiza a gestão laboratorial, centraliza o atendimento no paciente e garante a segurança dos dados sensíveis do paciente.

Com o LABSYS WEB, seu laboratório terá uma gestão mais integrada, com informações mais seguras e acessíveis em tempo real e equipe treinada para evitar qualquer eventualidade. Saiba como podemos auxiliar sua gestão laboratorial!


Proteger a privacidade do paciente em laboratórios é possível. Entretanto, é preciso planejamento, comprometimento e a tecnologia adequada para manter o ambiente seguro para todos.


Fale com nossos consultores

0800 707 5900 (Comercial) 
(35)3729-9929 (Whatsapp)

Acompanhe nossas redes

@labsysweb

www.labsysweb.com.br/


Compartilhe essa postagem

FACEBOOK COMMENTS WILL BE SHOWN ONLY WHEN YOUR SITE IS ONLINE